quarta-feira, 9 de janeiro de 2019

A primeira reversão

Aconteceu algo diferente essa semana que não faz parte da minha estratégia, talvez seja um insight para ter uma mente mais aberta dentro das operações que tenho lançado.

**Os números abaixo foram levemente arredondado para facilitar o cálculo**

Percebi que meus lançamentos tendem a ser um pouco OTM para ganhar alguma coisinha de valorização além do prêmio da opção.

Sobre a reversão, tudo começou com a compra de 300 PETR4 no exercício de novembro-dezembro por R$ 24,55 e realizei o lançamento como tenho feito desde o inicio. Não fui exercido e acabei ficando com a dúvida se lançaria alguma opção OTM pois o valor da PETR4 estava em R$ 22,50. Acabei decidindo por aumentar minha opção dentro da PETR4 para diminuir o preço médio realizando a compra de 500 PETR4 por R$ 22,50 para o exercício dezembro-janeiro e com isso meu preço médio caiu para R$ 23,25 para lançar uma opção não tão OTM, a PETR53 que tinha strike de 23,35 pelo premio de R$ 0,85.

A operação acima me daria um rendimento liquido de 3,1% caso não fosse exercido e 3,6% caso fosse exercido.

Por volta da data 2018-01-05 soube da aprovação (na data 2018-12-18, comprei parte das ações no pregão do dia 18, então tenho minhas dúvidas se entrei na data dos dividendos ou não) de pagamento de dividendos no valor de R$ 0,70 e que havia um provisionamento de dividendos (essa é a grande dúvida, está provisionado porém não sei se "tenho direito") no valor de R$ 476,00 (valor que até hoje não consegui identificar pois eu possuía 800 papéis) e com isso o strike da opção que antes era 23,35 (que posteriormente foi alterado para 23,45.. por algum motivo, talvez pagamentos, os strikes das opções tem algumas variações... ainda não consegui pegar a lógica 100%) foi ajustado para 22,75.

Na data 2018-01-07 a houve uma disparada do PETR4 e eu fiz a seguinte indagação "o que aconteceria se eu desfizesse a operação agora que eu já recebi os dividendos e o valor de strike foi corrigido por causa dos dividendos?" a recompra da opção estava saindo por R$ 3,00 e a venda por R$25,50 me daria um retorno de R$ 2,25 como eu já havia recebido o premio liquido de R$ 0,75, teria um saldo de R$ 3,00 o que me proporcionaria sair da operação empatado porém com os dividendos provisionados no valor de R$ 0,595 por ação (os R$ 476,00 citados acima) ou seja 2,55% de lucro porém com capital disponível para comprar ações e lançar mais opções.

Foi o que acabou sendo feito, voltei para a CMIG4 que estava em queda no dia comprando por 13,40 e lançando novas opções OTM por 13,63 gerando rendimento liquido de 1,8% caso não for exercido ou 3,7% caso exercido.

Em meu ponto de vista a vantagem dos movimentos foi manter a taxa de rentabilidade em 3,7% (lembrando que esse seria o caso onde eu serei exercido) porém sobre o dobro do capital uma vez que eu utilizei o "mesmo dinheiro" em duas operações dentro do mesmo exercício. Por outro lado, caso seja exercido terei que pagar IR sobre movimentação de ações maior que R$ 20.000,00 no mês porém ainda assim terei um rendimento em valores absolutos maior que se tivesse apenas mantido a primeira operação até o final.

Resumindo.

Montei uma operação no valor de R$ 18.600,00 que me daria R$ 578,00
Desfiz a operação utilizando o prêmio para empatar
Existem R$ 476,00 provisionados.
Montei uma nova operação no valor de R$ 17.500,00 que me deu R$ 340,00.
Ainda posso ter mais lucro se for exercido, algo próximo de R$ 310,00.

Caso seja exercido, pagarei algo em torno de R$ 350,00 de imposto e terei o valor final de R$ 1.000.
Caso não seja exercido, terei o valor final de R$ 1400,00.
Caso tivesse mantido a operação teria o valor final de R$ 600,00.

Parece interessante... talvez tenha esquecido de analisar algum ponto, caso os colegas vejam algum GAP será um prazer discutir sobre.

Edit: Consegui encontrar o valor que estava em duvida na CEI, são de JSP aprovados no papel PETR4 no valor de R$ 0,70. Como existe IR para JSP o valor de R$ 560,00 cai para R$ 476,00.


9 comentários:

  1. Olá IdTI!
    Para mim seu raciocínio faz sentido. Vou tentar ajudar alguns pontos que vc questionou no post.
    - toda vez que uma ação entra em ex (dividendos, juros, desdobramentos, agrupamentos ou bonificações) o preço do strike é alterado. No caso de desdobramentos, agrupamentos e bonificações tb há uma modificação nas quantidades.
    - No site do cei.b3.com.br dá pra ver tudo isso, inclusive provisões de dividendos
    - imposto de renda em opções (inclusive no exercício) não tem isenção de IR para operações abaixo de 20k.
    Abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Janota.

      Conheço o CEI, vou verificar lá!
      Sobre o IR, sim.. dentro das opções sempre trabalho com as margens liquidas e brutas, apenas nas ações que tem essa isenção para 20k.

      Excluir
  2. Olá IdTI,

    Como bem disse o Janota, só fique esperto com o IR sobre as opções. Infelizmente não há isenção aqui.

    E cara, legal suas operações. Vou acompanhar para ajudar no meu raciocínio com as minhas operações. Faltou isso da última vez rs

    Abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Inglês.

      Sim, dentro das opções sempre trabalho com margem bruta e margem liquida (15% de IR).

      A novidade nesse mês será um possível IR nas ações também por causa do volume.

      Excluir
  3. Elucubrando. Se no último pregão antes do dia 21/01/2019 (data do exercício) a CMIG4 estiver acima de 13,63, você poderia recomprar a call lançada e vender a call de mesmo strike (ou até maior) com vencimento em Fevereiro. Neste caso você não venderia a ação (afastando o pagamento do imposto) e ainda ganharia com a rolagem, visto que a call mais longa tem maior valor que a call curta. Estou correto? hehehe

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. sim, está correto, poderia recomprar para não ser exercido e não pagar imposto. Apenas avaliar o custo dessa recompra/lançamento para ver se financeiramente faz sentido, mas acredito que essa ideia funcione! :)

      Excluir
    2. Certamente a rolagem remunerará o investidor, uma vez que, mantido o mesmo strike, a longa tem um prêmio maior que a curta. Tem que ver se haverá liquidez 🤔

      Excluir
    3. Eu estou muito interessado em operações de rolagem para evitar um exercício. Até onde sei depois que a opção deixa de ser ATM pode não haver liquidez, daí só Petrobras e Vale ficam interessantes.
      Abraço

      Excluir
    4. Ao realizar a rolagem, zerando o mês atual e realizando novo lançamento no seguinte, logo o mês que foi "rolado" teria lucro zero, talvez pagar imposto seja uma opção interessante uma vez que a ideia é gerar renda com as opções.
      O que acham?

      Excluir